Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Incomoda-me.

A maior parte das vezes vou beber o meu café diário sozinha, como já devem ter percebido, embora me cruze com algumas pessoas com quem eu troco palavras banais de vizinhança.

 

Outras vezes tenho a companhia de alguma amiga ou da minha prima. E é aqui que a porca torce o rabo. Embora eu não seja gaja de amusentar* o rabo horas sem fim no café, há sempre quem o faça. E as suas vidas são tão desprovidas de interesse que o que elas realmente vivem é a vida dos outros. Assim, sentam-se no café, o mais próximo das vítimas possível e num silêncio de cortar à faca. Isto porquê? Para não perder pitada do que as vítimas estão a dizer.

 

Isto passou-se ontem comigo e, sinceramente, não gostei e nem gosto. Incomoda-me. Não é que estivessemos a falar de alguma coisa secreta e que não se piudesse ouvir, não, eram coisas banais, e sem interesse (aparente). 

 

Pois duas alminhas cuscas-mor aqui da zona (uma delas protagonista da história do chapéu de chuva trocado, lembram-se?), estavam sentadas quase em cima de nós e inclinadas em silêncio mortal sobre o nosso lado. Estive para convidá-las a sentarem-se na nossa mesa, fazer a minha parte de boa samaritana, para lhe poupar uma dor de costas e um esforço suplementar para ouvir o que estávamos a dizer.

 

Acho estas atitudes uma falta de educação e de respeito. Mas parece que nem toda a gente pensa o mesmo...

 

E este era mais um excelente dia para ficar em casa!

 

Ah pois é! Para começar muito bem o dia, debato-me uma teimosia com o meu computador... clica para aqui, pensa para ali, clica para aqui, pensa para ali e não passávamos da cepa torta! Pensei cá para os meus botões Ai és assim para mim? Espera lá que já te trato da saúde! Um, dois, três... RESTAURO DO SISTEMA! Toma lá e não refiles! E foi mesmo remédio santo pois normalizou tudo.

 

Depois de imprimir o que não estava a conseguir, despachei-me e saí mais cedo de casa para ir para a escola. Estive à espera de um BUS 20 minutos! Eu só pensava Onde estão os que passam a esta hora? E olhava para o relógio, meia confusa. De repente, fez-se um clique no meu pobre cérebro já desfeito por causa do despique com o computador. Então era dia de greve do Metro e eu nem me lembrava?!? Mas porque me haveria de lembrar se não o utilizo e, exceptuando hoje, nunca me afecta? Hum.

 

Em suma, mesmo não precisando do Metro, fui afectada pela sua greve: 20 minutos de espera por um BUS, a respectiva perda daquele que me leva à escola quase todos os dias e consequente atraso às aulas. Fiquei com meia hora para passar tempo até chegar o seguinte. Decidi ir tomar um café.

 

Peço o café e, enquanto o adoço, chega um homenzito que fica ao meu lado e também pede um café. Subitamente, toca-me no braço todo embaraçado, a pedir-me desculpa: tinha entornado o café e qu-a-se que me deu um banho. O homenzito ficou tão melindrado e a sentir-se mal que eu só lhe disse Deixe lá, acontece a todos... e se me tivesse caído todo em cima não fazia mal... até estou vestida de castanho! E coloquei um sorriso no rosto para minimizar a coisa, enquanto o homenzito me pedia mais de mil desculpas.

 

Cheguei atrasada dez minutos à escola mas cheguei. Podia ter avisado que ia chegar atrasada? Poder, podia mas não o fiz. Um outro dia em que cheguei  cinco minutos atrasada, liguei para todo lado a pedir para avisarem do meu atraso e, no fim de contas, quando lá cheguei ninguém tinha sido avisado. Conclusão: poupei dinheiro no telemóvel e o efeito foi o mesmo!

 

Façam uma pausa e sirvam-se :)

Ouvi dizer que andava por aí uma preguicite aguda contagiosa.

Pois aqui a Pepper, como mulher precavida que é, foi ao sinhor doutore para descobrir qual o antídoto.

O sinhore doutore disse:

 

- Quando tiveres uma crise aguda, toma um destes... 

y
... e para reforçar o efeito, acompanhas com um destes...
p
E eu, menina bem mandada que sou, segui à risca aquilo que o sinhor doutore disse.
Ainda que virtualmente... 
{#emotions_dlg.drool}
Alguém me acompanha?

Sabor (dia 6)

Não foi fácil escolher UM sabor.
Há vários sabores de que gosto particularmente mas optei por este porque é um que faz parte do meus hábitos diários.
Sem dúvida, adoro café. Simples, com chocolate, com natas, em forma de rebuçado, em sobremesas, sei lá...
É um sabor que me faz companhia em muitos momentos da minha vida: na amixade, no amor, no trabalho e até nos momentos de lazer.
Definitivamente, sou uma coffee woman!
{#emotions_dlg.coffee}

Alguém alinha...

... em fazer-me companhia num cafezinho? 

(Esta foto é minha, de um café extraído da minha Dolce Gusto... tem bom aspecto, não tem? :P)
( Esta foto é só para verem os pormenores da minha bela chaveninha do Gato Preto. Foi uma prenda de Natal e eu adoro-as!)
p
Vou ali e já volto!
{#emotions_dlg.coffee}{#emotions_dlg.blink}